Últimas Notícias
Capa / Debates

Debates

[Debate] Contribuições para o debate sobre a crise brasileira – 2ª parte

Marcos Meira para UFSC à Esquerda – 01/09/2017 Nas eleições de 2014, a base social do PT já não era mais aquela de 2006 e 2010. O acontecimento político mais importante havia se desenrolado com as jornadas de junho de 2013 e o PT precisou reorientar suas estratégias político-eleitorais, na tentativa de reorganizar parte dos descontentes na sua base social. ... Leia Mais »

[Opinião] As veias abertas do CCB

Por Sereno Rodrigues Com o avanço da precarização do ensino superior e os corte de verbas, os problemas estruturais intensificam-se no cotidiano dos estudantes. Uma das questões não se consegue “maquiar” e que predomina em nosso cotidiano, em todos os centros, ainda que com diferentes dimensões, é o sucateamento dos prédios e a falta de recursos para sua manutenção. No Centro ... Leia Mais »

[Opinião] Cancellier e a derrota da Universidade

José Braga – Redação UàE – 24.08.2016 O trágico cenário de ataques as Universidades Públicas não permite avaliações e respostas simplistas. Àqueles que conjugam esforços para defendê-la está posta uma dupla tarefa coletiva: a análise da complexidade deste momento, bem como o debate aberto dos melhores caminhos para a ação política. Temos noticiado nos últimos anos a crise orçamentária nas ... Leia Mais »

[Debate] Contribuições para o debate sobre a crise brasileira – 1ª parte

Marcos Meira para o UFSC à Esquerda – 24/08/2017 O Brasil passa por mais uma crise, grave, sistêmica e com raízes profundas na formação social brasileira e nos veios da dependência que carregam a vida nacional dos afetos vis da burguesia mundializada. Essa crise, sem que as lutas políticas sejam capazes de reorganizar o ritmo da luta de classes, custará ... Leia Mais »

Nem papel higiênico, nem pesquisas

Por Nícolas Muller da redação do UàE em 23 de agosto de 2017. A política econômica do governo Temer acelerou o curso do que já vinha se delineando nos governos anteriores. A aprovação de medidas como a reforma trabalhista e a lei da terceirização tinha um objetivo: diminuir o custo do trabalho no Brasil pela via da superexploração da força ... Leia Mais »

[Nota] Por onde vai a construção de uma chapa de esquerda?

Há, infelizmente, organizações que, hoje, estão ou permanecem extremamente afastadas do compromisso de construir um movimento estudantil pela base. Em uma reunião chamada pelo MUP para discutir as eleições do DCE deste ano, Henrique Martins da Juventude Comunista Avançando (JCA) se posicionou contrário à participação de estudantes do jornal UFSC à Esquerda. Segundo ele, a reunião, planejada pelo MUP, era ... Leia Mais »

A Lava-Jato, Estado e corrupção: uma perspectiva socialista

Por Clara Fernandez e Mateus Ishida da Redação do UàE, em 21 de abril de 2017 Há cerca de três anos a política brasileira está tomada por uma questão crucial: a corrupção. A Operação Lava-Jato, a maior operação judiciária-policial já vista no Brasil, pauta corrente dos noticiários da mídia tradicional, pôs em movimento e em centralidade a ideia de que ... Leia Mais »

[Debate] Um comentário sobre a pequenez. Ou, sobre o empreendedorismo universitário.

Renato Milis – Redação UàE – 17.04.2017   Na última semana o portal de notícias institucional da UFSC publicou a seguinte notícia: “Programa de empreendedorismo seleciona estudantes até quinta-feira”[1]. Tratava-se do programa Academic Working Capital do Instituto TIM[2] e da Escola Politécnica da USP[3] que propõe que estudantes, majoritariamente dos cursos de engenharia e computação, tornem seus trabalhos de conclusão ... Leia Mais »

DCE como instrumento de luta, por onde passa uma alternativa?

Por Ana Zandoná e Lucas Henrique Silva da redação do UàE, em 17 de Abril de 2017.   Desde que o UFSC à Esquerda nasce enquanto coletivo, ele se propõe a fazer análises públicas sobre os movimentos da Universidade e para além dela, desde os processos eleitorais que definem os cargos políticos e quadros do Estado, aos processos políticos que ... Leia Mais »

[Debate] Brasil – Rumos e Perspectivas: os significados do Lulismo.

Por Paulo Silva, da redação de UàE em 10 de abril de 2017 A situação que a classe trabalhadora enfrenta hoje é dura e tende a piorar. Durante os últimos anos, em todos os dias, os trabalhadores que abriram o jornal leram notícias terríveis, cortes de direitos, cortes nos programas sociais, ataques a previdência social, ao SUS, à educação, etc. ... Leia Mais »

Pequena notícia da história recente: o pacote de maldades de Gean, a luta dos trabalhadores e o cheiro de ralo do Capital.

24.01.2017 – Redação UàE É sexta-feira de carnaval. A greve dos trabalhadores chegou ao fim com recuo do prefeito Gean. Os trabalhadores da cidade transbordam alegria. Afinal, a luta que travaram foi dura. E com muita disposição forçaram o prefeito a ceder em ataques aos serviços públicos contidos no pacote de maldades lançado nos primeiros dias do mandato. O pacote, ... Leia Mais »

As dívidas públicas estaduais

No final da década de 1990, por meio da Lei 9.496/97 e da Medida Provisória 1.811/99, a União refinanciou as dívidas dos estados e municípios brasileiros. O contrato de refinanciamento previa colaboração dos entes com o ajuste fiscal por meio de cortes com despesas e investimentos e, principalmente, com a privatização de empresas, em especial a dos bancos estaduais. O PROES, ... Leia Mais »

Sobre os efeitos do endividamento público ilegal sobre os povos

Dia 21 de novembro se aproxima. O Seminário que discutirá a Dívida Pública será uma oportunidade de reunir reflexões sobre os efeitos do sistema financeiro nas políticas públicas, além de fortalecer as ações do Núcleo Catarinense da Auditoria Cidadã da Dívida. Assim, para sensibilizar os participantes sobre essa importante temática, segue uma poesia, de autoria do Pe. Alfredo J. Gonçalves, ... Leia Mais »

Seminário discute a Dívida Pública no próximo sábado (21/11)

A percepção da sociedade sobre os problemas gerados pela repercussão da crise do sistema financeiro no Brasil, e o consequente aumento da dívida pública, é bastante limitada. Isso ocorre devido à ausência de transparência nas negociações que geraram e ainda geram o endividamento público, à não divulgação dos juros nominais efetivamente pagos, ao sigilo em relação aos credores e à ... Leia Mais »