Últimas Notícias
Capa / Notícia / [Notícia] Decisão de juiz que possibilita sexualidade ser tratada como patologia gera mobilizações
[Notícia] Decisão de juiz que possibilita sexualidade ser tratada como patologia gera mobilizações

[Notícia] Decisão de juiz que possibilita sexualidade ser tratada como patologia gera mobilizações

Clara Fernadez – UàE – 20.09.2017

 

Na última sexta-feira, 15 de Setembro, o Juiz Waldemar Cláudio de Carvalho liberou uma liminar que intervém na regulação do Conselho Federal de Psicologia na atuação de psicólogos, alterando a resolução 01/99 e abrindo a possibilidade de práticas como “terapias para reversão sexual”.

O Conselho Federal de Psicologia se manifestou em sua redes sociais e está pedindo recurso da decisão, diversos Conselhos Regionais também tem se manifestado e apoiado o recurso. Em diversos lugares do país estão sendo chamados atos contra a decisão do juiz, e em Florianópolis, também há um ato convocado para essa sexta, 22 de Setembro, às 18h30, no Largo da Alfândega.

A Universidade Federal do Rio de Janeiro já se manifestou contrária à decisão. Já na UFSC, o núcleo margens, do departamento de psicologia se manifestou em nota repudiando a decisão, assim como o Centro Acadêmico Livre de Psicologia, que também chamou uma Aula ampliada de Gênero, corpo e sexualidade com uma Professora do Núcleo, para a próxima quinta, 21 de Setembro. Na manhã de hoje, também, estudantes do curso realizaram uma intervenção no hall do CFH em protesto contra a liminar.

Em meio a série de reações a esta decisão, estava para ser votado mais um retrocesso na câmara de deputados ainda hoje. A discussão da proibição de qualquer tipo de aborto, restringindo desta forma até casos de estupro, risco de vida da gestante ou anencefalia estava na pauta do dia, contudo foi transferida para voltar ao debate somente no dia 4 de Outubro. A justificativa para o adiamento seria a falta de coerência em aplicar o tema em um projeto que inicialmente tratava somente de recém-nascidos prematuros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*